Nua DHA Vision: Saber mais

slider_reishi_ingredientes

Saber mais

 

Doenças associadas ao sistema ocular

 

  • CATARATAS
¿Que son las cataratas?

São a primeira causa de cegueira a nível mundial e devem-se a uma opacidade do cristalino, a lente do olho. O cristalino tem por missão concentrar a luz e dirigi-la para a parte de trás do olho, onde se encontra a retina ou ‘ecrã’ onde se projetam as imagens do que vemos. Graças aos chamados ‘músculos ciliares’, o cristalino pode estirar-se ou contrair-se e com isso permitir uma focagem adequada dos objetos distantes ou próximos. Contudo, com a idade é habitual que o cristalino perca elasticidade, de maneira que custa mais a focar. Isto é o que se conhece como presbiopia ou vista cansada.

Mas além da vista cansada, com a idade e devido a danos de radiação solar, as proteínas do cristalino frequentemente ficam coaguladas formando ‘grumos’ dentro da lente que faz com que perca a sua transparência característica. Este fenómeno é o que se conhece como cataratas (é como se passássemos de um vidro limpo e transparente para um embaciado com vapor).

Quais são as suas causas?

Além da radiação solar, outro tipo de fatores podem contribuir para o desenvolvimento de cataratas como sejam: traumatismos oculares, algumas doenças (ex. diabetes ou hipotiroidismo), certas toxinas (ex. fármacos como os corticoides), algumas doenças de pele e fatores ambientais como o tabaco. O cristalino consta de 3 partes: uma zona central ou núcleo, uma zona que a rodeia chamada córtex e finalmente uma camada externa ou capsular. Em função da zona do cristalino que estiver danificada fala-se de: cataratas nucleares, corticais ou capsulares.

As cataratas nucleares são as mais habituais e estão associadas à idade

 
  • Olho seco ou queratoconjuntivite
O que é a queratoconjuntivite?

É um problema que aparece associado à idade, especialmente em mulheres a partir do climatério e em pessoas que usam lentes de contacto. Esta situação radica em parte nas secreções alteradas por parte das glândulas lacrimais visuais situadas nas pálpebras e que portanto deixam a córnea mais ‘seca’. O seu não tratamento pode originar úlceras e inflamações sérias da córnea.

A córnea é uma membrana grossa externa transparente e redonda que cobre a iris e a pupila. Além de proteger as estruturas oculares, ajuda a concentrar a luz e a dirigi-la para o cristalino e a retina. A própria córnea assim como a face interna das pálpebras estão cobertas de uma fina membrana chamada conjuntiva (quando se inflama o olho fica vermelho: conjuntivite). A córnea dirige os raios de luz para o olho e ajuda a focá-los na retina situada na parte posterior do olho.
  • DEGENERACIÓN MACULAR ASOCIADA A LA EDAD (DMAE)
O que é a DMRI?

Trata-se de um dos problemas visuais mais habituais relacionados à idade e que afeta 2,5 milhões de pessoas na Europa e 1,75 milhões nos EUA. A DMRI é uma doença do olho ocasionada por danos ou uma deterioração da mácula. De toda a retina, a mácula, situada no centro da mesma, é a responsável por vermos as coisas nítidas de forma a discernir os detalhes finos e precisos do que observamos. Esta alteração está tipicamente relacionada à idade, daí que se conheça como DMRI ou Degeneração Macular Relacionada à Idade. Existem dois tipos de DMRI: i) a DMRI seca (a mais habitual) e ii) a DMRI húmida, menos habitual mas mais invalidante, já que aparecem hemorragias na mácula que obstaculizam mais ainda a visão.

Quais são os seus sintomas?

Alguns sintomas associados à DMRI são: perda da visão central (turva ou com pontos escuros), as linhas retas de objetos do ambiente aparecem torcidas (ex. grades, molduras de janelas etc.). Normalmente costuma começar primeiro num olho e não nos dois ao mesmo tempo.

  • GLAUCOMA
O que é o glaucoma?

O glaucoma constitui a segunda causa de cegueira a nível mundial depois das cataratas. Este problema deve-se a um dano no nervo ótico, que é o encarregado de conduzir a informação visual ao cérebro.

A parte dianteira do olho está cheia de um líquido transparente chamado humor aquoso que lubrifica o olho constantemente. A produção, o fluxo e a drenagem deste fluido é um processo ativo e contínuo necessário para a saúde do olho. A pressão interna do olho (pressão intraocular ou PIO: valor máximo 21 mmHg) depende da quantidade de fluido que se encontre dentro do mesmo.
Porque ocorre?

Na maioria dos tipos de glaucoma, o sistema de drenagem do olho não funciona bem e o fluido intraocular não consegue drenar. Isto origina uma acumulação de líquido, que causa um aumento da pressão no interior do olho que acaba por danificar o nervo ótico, levando à perda de visão. Apesar disto, há casos de glaucoma onde a pressão ocular é normal, não se sabendo a origem (às vezes é por ter uma tensão sanguínea baixa ou outros problemas vasculares). O que parece claro é que as situações que geram um ambiente oxidativo no olho são propícias ao desenvolvimento do glaucoma. Habitualmente o glaucoma não dá sintomas e quando nos apercebemos da situação, o problema já pode estar avançado.

  • RETINOPATÍA DIABETICA
O que é a Retinopatia Diabética?

Trata-se de um problema visual associado à deterioração vascular que costuma aparecer em pessoas diabéticas e que origina danos especialmente graves a nível da retina. Os altos níveis de açúcar no sangue debilitam os finos vasos sanguíneos que banham o olho, debilitando as suas paredes e tornando-as mais permeáveis. Isto resulta na saída de fluidos para os tecidos visuais. Dessa forma, em certas ocasiões crescem vasos sanguíneos defeituosos que se rompem e geram hemorragias. A RD é um problema onde há uma significativa carga oxidativa assim como inflamação. Alguns sintomas associados à RD: visão turva, perda de visão, manchas na visão ou ‘moscas volantes’, má visão noturna ou possíveis manchas escuras no campo de visão.

La RD es un problema donde hay una importante carga oxidativa así como inflamación. Algunos síntomas asociados a la RD: visión borrosa, pérdida de visión, manchas en la visión o ‘moscas volantes’, mala visión nocturna o posibles manchas oscuras en el campo de visión.

Antioxidantes destacadas en Nuadha Vision / Nuantiox Vision:

  • ACIDO R-LIPOICO

é a forma 100% natural do ácido alfa-lipóico, cuja bioassimilação é 50% -60% maior que a sua forma sintética (RS). É um potente antioxidante na fase adiposa celular e aquosa. É um ingrediente muito importante para o bom funcionamento do nervo óptico (componente visual que é afetado no glaucoma).

  • TAURINA

A taurina é um aminoácido encontrado em nosso corpo em estado livre, embora, diferentemente de outros aminoácidos, geralmente não faça parte da estrutura da proteína e, no nível visual, seja o aminoácido mais abundante nos tecidos visuais. Uma deficiência de taurina pode resultar em uma degeneração das células visuais (fotorreceptores), especificamente dos cones (usados ​​para visão à luz). Da mesma forma, sua falta afeta a função das células ganglionares (da camada nervosa da retina). Portanto, a taurina protege tanto a função dos cones quanto das células ganglionares da retina. Na retinopatia diabética, os níveis de taurina geralmente diminuem. Nota explicativa: a inclusão de taurina em bebidas energéticas visa aumentar o efeito da cafeína que está incluída nelas, mas, por si só, não excita de forma alguma.

  • LUTEÍNA(L) Y ZEAXATINA (ZX):

esses carotenóides protegem a mácula dos danos oxidativos causados ​​pela luz solar e pela luz artificial e, principalmente, pelo comprimento de onda azul.

A nivel visual son de gran interés, ya que son los componentes clave de los pigmentos maculares, que a modo de ‘filtro’ protegen a la zona central de la retina o mácula, del daño de la radiación ultravioleta. Hay que recordar que la mácula es la responsable de que veamos nítido.

El uso de dispositivos móviles con pantallas LEDs (ej.tablets,smartphones,ordenadores etc.),lamparas etc. en una fuente de emisión de altas dosis de la longitud de onda azul del espectro visual. Este tipo de longitud de onda es especialmente dañina para la retina. La presencia de lutéina y zeaxantina van a ofrecer una proteccion adecuada a la retina frente a este bombardeo de los cada vez mas ‘populares’ LEDs. Las dosis de luteina y zeaxantina utilizadas en la formulación del NuaDHA Vision coinciden con las dosis que diversos estudios apuntan son efectivas a la hora de aumentar la densidad de los pigmentos maculares y así ofrecer una proteccion eficaz a la mácula.
  • ZINC:

Principal mineral de la retina.

Alegaciones de la EFSA (Autoridad Europea de Seguridad Alimentaria):

Las alegaciones de salud avaladas por la EFSA, respecto a algunos de los ingredientes de NuaDHA Vision/Nuantiox Visión, son las siguientes:

  • Las vitaminas C y E así como el Zinc y el cobre, contribuyen a la protección de las células frente al daño oxidativo.
  • El zinc asimismo contribuye al mantenimiento de la visión en condiciones normales.